Notícias em Pauta

Imprimir
PDF
08
Jun

Beca e-Work e GCONTT constituição de parcerias.

Escrito por Ronne Pereira.

Prezado Parceiro(a),

Anunciamos a constituição do GCONTT – Grupo de Consultoria em Teletrabalho, do qual faço parte, juntamente com meus amigos Cleo Carneiro, Joaquim Cunha e Wolnei Ferreira.

 

Imprimir
PDF

A experiência de quem aderiu ao trabalho em casa

Feita da forma correta, a adesão ao trabalho em casa pode representar aumento da produtividade para empresa e maior liberdade para o empregado

Por Flávia Gianini ( http://www.istoedinheiro.com.br)


Dinheiro_HomeOffice2ok_255.jpg

Para o coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Gestão, Trabalho e Tecnologia da Business School São Paulo (BSP) Alvaro Mello, a evolução da tecnologia da informação vai tranformar o home office no modelo oficial de trabalho em um futuro próximo

Em cinco anos, a implantação do trabalho em casa, alguns dias por semana, em toda a área de vendas da Ticket, empresa do setor de refeição e alimentação, gerou uma economia de R$ 3,5 milhões. Segundo a empresa, o ganho em produtividade proporcionou um crescimento de 40% no volume de vendas para novos clientes e incremento de 76% na receita proveniente dessas vendas.


Para se ter uma ideia, no modelo antigo, em média, cada colaborador gastava 30% de seu tempo para resolver questões administrativas e 5% para tornar o cliente mais rentável —oferecendo a ele novos produtos, por exemplo. Hoje, esses números variaram para 15% e 35%, respectivamente.
“O colaborador tem mais mobilidade, consegue planejar melhor suas visitas e dedicar mais energia a cada cliente ao invés de ser tomado pelas atividades administrativas de um escritório, ou de perder tempo no trânsito para se locomover até a empresa, entre outras coisas”, explica Eduardo Távora, superintendente de vendas da Ticket.


Profissionais da HP também recorrem ao home office. Como a natureza do trabalho exige que estejam atentos às demandas da empresa fora do horário de trabalho convencional (participando de reuniões virtuais, por exemplo), esses profissionais podem atuar de casa. Quando precisam, encontram estações móveis no local de trabalho e podem usar salas de reunião sempre que necessário.


A Cisco é outra empresa que adotou o trabalho remoto como parte de uma política mundial da empresa para todos os funcionários. No escritório, inclusive, não há mesas definidas e quem chega se instala em qualquer terminal e pode conectar seu notebook. Da mesma forma, acontece com os telefones. Basta configurar o aparelho com seu ramal.


Segundo a Ticket, para que a adoção do modelo de teletrabalho fosse possível foi necessária a criação de uma célula exclusiva para atendimento aos profissionais que trabalham em casa. Também foi contratada uma consultoria especializada em teletrabalho para apoio à área comercial, reuniões e contato com os familiares.


Cada um dos 104 colaboradores da empresa que trabalha em casa recebeu ainda mesas e cadeiras, celular corporativo, computador e impressora, além de ajuda de custo mensal para despesas com energia elétrica e material de escritório.